segunda-feira, 22 de agosto de 2016

EXPERIÊNCIAS SENSORIAIS

DIFERENTES OBJETOS INSTIGAM OS SENTIDOS E LEVAM A TURMA A UMA EXPLORAÇÃO ATENTA

 




 Na sala de aula foi disponibilizada pelas professoras uma caixa que revela um mundo de materiais e cores de fácil acesso às crianças: tecidos, lãs, linhas, diferentes papéis, caixas, tampinhas, isopor, copos plásticos, tintas, massinhas, argila, plástico bolha,etc. Ao observá-los interagindo com os objetos contidos na caixa, fica clara a quantidade de coisas diferentes que faz: olha, toca e apanha o material, o coloca na boca, balança, bate com ele no chão, derruba, descarta o que não atrai, faz uma seleção e junta vários, por exemplo. 
Nesta fase, os pequenos se desenvolvem ao responder às informações recebidas por meio dos sentidos. Montar uma caixa na sala com a diversidade de texturas, cores, volumes e contrastes tem como objetivo incentivar  os pequenos  a explorar as sensações, sentimentos e pensamentos por meio de experimentações. Nas instituições, as crianças têm a liberdade de criar, brincar, pesquisar e descobrir sem se preocupar com a roupa ou em esparramar material no chão. O acesso a um universo rico em texturas, cores, volumes e contrastes indica às crianças a possibilidade de transformação, de reutilização e de construção de elementos e formas. O conhecimento, nessa fase, se dá basicamente por meio da ação, da interação com os colegas e os adultos, da brincadeira, da imaginação e do faz de conta. Não se trata, portanto, de escolarizar as crianças tão cedo, mas de apoiá-las em seu desenvolvimento.





Na rotina planejada, o espaço para aprender





O cotidiano de uma creche tem de contemplar muitas propostas de trabalho: é preciso coordenar atividades de sala, das brincadeiras aos cuidados, garantindo momentos de aprendizagem de modo articulado. Por isso, o planejamento é fundamental. Programar-se de modo minucioso, levando em conta as particularidades de cada criança e se mantendo atento ao que ocorre à sua volta, é a melhor forma de garantir que os pequenos aprendam em grupo.     Ciente das etapas do desenvolvimento infantil, as professoras desenvolveram  atividades para proporcionar uma multiplicidade de experiências para as crianças, visando fortalecer a autonomia, o conhecimento do corpo, a linguagem oral, a expressão de sensações por meio de falas e gestos e as expressões artísticas, entre outros. Além de planejar as atividades pedagógicas, é preciso também programar os momentos de banho, trocas, alimentação, sono das crianças e participar com eles. Isso é essencial para o desenvolvimento de vínculos afetivos. É necessário lembrar que, nessa faixa etária, as mordidas e o choro também são maneiras de comunicar-se entre eles. A relação com os pais ajuda a conhecer as particularidades de cada criança e a planejar atividades diversificadas. Cada atividade desenvolve uma competência, e isso não ocorre da mesma maneira com todos. Por isso, é importante planejar pensando nas especificidades de cada um do grupo. Não dá para fazer uma lista única de objetivos para todas as crianças.

CONTOS QUE ENCANTAM

Medo, susto e raiva: a professora viaja com a turma para o mundo da imaginação.

É fácil reconhecer os contos clássicos. Animais que falam, fadas madrinhas, reis e rainhas não podem faltar, assim como a introdução "era uma vez". As narrativas se passam em um lugar distante — "muito longe daqui" — e têm personagens com nomes comuns ou apelidos, como João e Maria, Chapeuzinho e etc. Nos contos clássicos, o leitor é transportado para um mundo onde tudo é possível: tapetes voam e galinhas põem ovos de ouro. Essa é a magia da fantasia. A importância apresentar os contos clássicos para as crianças é uma oportunidade de ajudar no seu processo de formação e sua personalidade. As crianças que são incentivadas desde pequenas tanto em casa quanto na escola desenvolvem o hábito e o prazer da leitura. O educador utilizando no seu planejamento atividades relacionadas aos contos clássicos, proporciona para as crianças a oportunidade para a formação da sua personalidade, deixando que as crianças por si só levante os pontos de vistas delas.


Conto Clássico João e Maria (Irmãos Grimm),  confecção da casa de doce da Bruxa

Atividade realizada com a  ajuda dos  Pais e/ Responsáveis 

Todos juntos para vencer a Dengue

Informar o que é e como se transmite à dengue é o primeiro passo. A Instituição de Educação Infantil Helena Savi desenvolveu ações ensinando à comunidade escolar que erradicar a doença é tarefa de todos.É preciso ainda que as crianças se preocupem com os ambientes que frequentam como: arques, clubes e praias. Devemos eliminar os potenciais criadouros para minimizar a proliferação do mosquito, dando destino adequado a garrafas plásticas, copos descartáveis, pneus abandonados e etc. 



Todos juntos para vencer a Dengue

Informar o que é e como se transmite à dengue é o primeiro passo. A Instituição de Educação Infantil Helena Savi desenvolveu ações ensinando à comunidade escolar que erradicar a doença é tarefa de todos.É preciso ainda que as crianças se preocupem com os ambientes que frequentam como: arques, clubes e praias. Devemos eliminar os potenciais criadouros para minimizar a proliferação do mosquito, dando destino adequado a garrafas plásticas, copos descartáveis, pneus abandonados e etc. 


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

QUEM CONTA, RECONTA, FAZ DE CONTA

A Instituição de Educação Infantil Helena Savi  com as professoras  Iliete, Sabrina e Deliane proporcionaram para as crianças do maternal II momentos onde vivenciaram contos infantis.
Ressaltam  as professoras, a importância da literatura infantil no desenvolvimento da criança, pois através das histórias é possível despertar o interesse e a atenção dos pequenos, desenvolvendo neles a criatividade, a imaginação, a expressão de ideias e  o gosto pela leitura.

HISTÓRIA: A GALINHA RUIVA


A partir da história A Galinha Ruiva, as crianças tiveram a oportunidade de vivenciar várias experiências:


Plantaram o milho

Regaram, cuidaram e acompanharam o crescimento do milho.

Ajudaram a fazer a receita  do bolo de milho verde

Bolinhos de milho verde iguais aos da história da galinha ruiva

Degustação  do milho cozido
 Recontar a história
Recortes de revistas de alimentos feitos com milho

Visita do pintinho









FESTA JULINA NA INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO 
INFANTIL HELENA SAVI


O encerramento do semestre do ano  letivo de 2015 foi  proporcionada para as crianças, os professores e  funcionários  uma   Festa Julina.  Com as manifestações populares deste período, as comunidades escolares se mobilizaram, com  a culinária típica ,  promovendo eventos criativos, coloridos e de muita alegria.
Para que as realizações fossem possíveis, foram necessários união e empenho de todos .


 No salão central foi realizado as  apresentações culturais  pelas próprias crianças, em parceria com os professores.A cada apresentação as crianças  prestaram muita atenção  e participaram interagindo entre elas.