segunda-feira, 12 de junho de 2017

INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO HELENA SAVI
TURMA: Nível III
PROFESSORAS: Elaine
                              Geni
ESTAGIÁRIAS: Gabriela
                            Mariana

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: FRUTAS E LEGUMES

Aprendemos com o projeto: “Nossos Gostos”, com o objetivo de desenvolver com as crianças que comer corretamente pode ser ensinado desde cedo.
Relatamos que existem feiras e mercados onde é possível achar alimentos saudáveis.
A Instituição convidou o proprietário de um o micro-ônibus que vende produtos saudáveis “Direto do Campo”, para as crianças conhecerem os vários tipos de frutas, verduras e legumes.
No dia da visita do micro-ônibus na Instituição, aproveitarmos para as crianças experimentarem as texturas, as formas, o cheiro e o paladar de frutas e verduras. Com a ajuda do verdureiro que nos acolheu, mostrando e relatando a importância de cada alimento.
 As crianças tiveram autonomia para comprar e escolher suas frutas e legumes. Logo em seguida fizemos a receita “a salada de frutas” e  as crianças realizaram a degustação.
Vivenciamos o “dia do cozinheiro”, com os trajes as crianças fizeram a receita do espetinho de frutas.

Finalizamos o projeto conhecendo a obra Maçã do artista Romero Brito, pois durante o projeto a fruta mais apreciada pelas as crianças foi a maçã. Nesta atividade as crianças conheceram um pouco da história e da obra do artista. Com os matérias recicláveis pratos de papel e tampas de garrafas pets confeccionamos a paleta de cores realizando a releitura da obra.






  INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL  HELENA SAVI
TURMA: Berçário
PROFESSORAS: Bárbara
                              Rosane
ESTAGIÁRIAS: Jaqueline
                           Suelen
                            Jaqueline
                                        
OBSERVAR, TOCAR, BRINCAR E DESCOBRIR OS SONS

Após a inserção dos bebês na instituição, realizamos atividades para ampliar as percepções.
Apresentamos uma caixa surpresa que ao movimentá-la realizava um barulho. Colocada a caixa sobre o tatame alguns bebês já curiosos foram tocando nas tampas de panelas e as louças que estavam ali, observando e tirando tudo de dentro da mesma.  De repente um bebê descobre que batendo dois objetos emite um som e alegria da descoberta aparece nos rostos dos bebês. Outro bebê mostrou-se inseguro ao tocar nos objetos e assim fomos conversando, apresentando os mesmos e seus sons para que aos poucos todos percebessem, tocassem, descobrissem a textura, os formatos e o som. O importante foi perceber que estes bebês precisaram da mediação das professoras para que os diferentes tipos de sons fossem adaptados fazendo parte de suas rotinas diárias e que os demais pudessem descobrir, tocar e brincar de forma mais prazerosa.



quinta-feira, 18 de maio de 2017

             INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL HELENA SAVI

Turma: Nível II
Professoras: Josiane
                      Tamires
          
Estagiárias: Naiara
                      Magda
                      Jéssica

UM BANHO DE CARINHO

Como todo início de ano letivo, se faz necessário o processo de adaptação das crianças com seus colegas, profissionais e comunidade escolar, o objetivo desta atividade é que nossas crianças passem por este período da maneira tranquila e para isso é necessário muito carinho, paciência, conversa, cuidado, afeto e confiança.
Pensou-se então em uma atividade em que as crianças pudessem perceber a importância do cuidado, do carinho, da autonomia e também da higiene. Foi então, que surgiu a ideia de pedir a colaboração da família. Pedimos para os responsáveis:  uma bacia de plástico e uma toalha de higiene, para a realização do banho nos bebês de brinquedo.
No espaço externo, enchemos as bacias com água, entregamos a elas o bebê de brinquedo e fomos orientando-as,  que ele precisava de um banho, e que este devia ser dado com cuidado pois os bebês são  delicados, que precisavam de carinho, amor, abraços e devem ficar  limpinhos.
As crianças lavaram os bebês de brinquedo com cuidado, amor, alegria  e finalizaram a atividade  estendendo sua toalhinha no varalzinho. Esta atividade foi muito enriquecedora para o nosso projeto, gostaram de brincar com a água num dia de calor, aprendendo ludicamente, desta forma atingindo os nossos objetivos propostos.





segunda-feira, 27 de março de 2017

INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL HELENA SAVI.
Turma: Nível I
Professoras: Patricia e Jordana
Estagiárias: Karina, Tamiris, Angela, Patrícia

CAIXA COLORIDA
A atividade foi realizada na sala, onde as professoras mostraram a surpresa do dia para as crianças no tatame: Uma caixa com todas as partes coloridas, contendo círculos.
Em seguida, as professoras pegaram várias bolinhas coloridas mostrando que as mesmas passavam por  três círculos que estavam na caixa. Essa brincadeira fez com que todos se interessassem,  fixando  os olhares, envolvendo-se felizes diante dos movimentos que as professoras faziam. Ao colocar a caixa e as bolas coloridas no chão com autonomia as crianças realizavam a atividade. Todos pegavam as bolas e colocavam dentro da caixa sobre os círculos que nela havia. Foi uma diversão para eles, logo que a caixa encheu de bolas perceberam que não havia mais espaço dentro, onde eles mesmos retiravam, para assim poder encher novamente a caixa.
 O envolvimento das crianças foi participativo, todos interagiram com essa atividade lúdica.





sexta-feira, 30 de setembro de 2016

DESFILE CÍVICO


A Instituição de Educação Infantil Helena Savi, homenageou no dia 7 de setembro(Dia da Independência do Brasil) uma das primeiras famílias colonizadoras em que aqui se estabeleceu,  A “FAMÍLIA SMANIA” .  Eleodhoro Smania e sua esposa Catarina vieram da Província de Padova na Itália com três filhos: Maria, Antonia e Ida. Catarina chegou aqui grávida de nove meses, dando a luz em 21.02.1885 a um menino ao qual foi dado o nome de Pietro. Além de Pietro, nasceram aqui mais três filhos: Teresa, Giovanni e Eleodhoro. ( Hylário Ernesto de Fáveri,João Carlos de Perellegrin de Souza,p.49,2006 ).


A força e o desenvolvimento de Cocal do Sul foram enaltecidas durante o Desfile Cívico de Cocal do Sul que prestou homenagem aos 131 anos de história do município.Parabéns para as crianças, os profissionais , os pais e responsáveis pela participação deste momento de civismo à nossa pátria. 

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Escola Helena Savi realiza 4° Pic Nic da Família




A Instituição de Educação Infantil Helena Savi realizou no dia 28 de agosto, o 4° Pic Nic da Família. Evento que integrou as crianças, pais, professores e familiares para um momento de confraternização. Durante o encontro, os pais e responsáveis colocaram em prática atividades lúdicas, como: brincadeiras, tarefa relâmpago e muita animação. Segundo a diretora Luciana Galli Ribeiro Simplício a escola acredita que a união e a participação da família junto a Instituição só vem para somar no aprendizado e  desenvolvimento das crianças. “Muito obrigada a todos os pais pela presença, a equipe de funcionários e Secretaria de Educação, Esporte e Cultura pelo apoio concedido para a realização deste evento”, ressaltou.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

EXPERIÊNCIAS SENSORIAIS

DIFERENTES OBJETOS INSTIGAM OS SENTIDOS E LEVAM A TURMA A UMA EXPLORAÇÃO ATENTA

 




 Na sala de aula foi disponibilizada pelas professoras uma caixa que revela um mundo de materiais e cores de fácil acesso às crianças: tecidos, lãs, linhas, diferentes papéis, caixas, tampinhas, isopor, copos plásticos, tintas, massinhas, argila, plástico bolha,etc. Ao observá-los interagindo com os objetos contidos na caixa, fica clara a quantidade de coisas diferentes que faz: olha, toca e apanha o material, o coloca na boca, balança, bate com ele no chão, derruba, descarta o que não atrai, faz uma seleção e junta vários, por exemplo. 
Nesta fase, os pequenos se desenvolvem ao responder às informações recebidas por meio dos sentidos. Montar uma caixa na sala com a diversidade de texturas, cores, volumes e contrastes tem como objetivo incentivar  os pequenos  a explorar as sensações, sentimentos e pensamentos por meio de experimentações. Nas instituições, as crianças têm a liberdade de criar, brincar, pesquisar e descobrir sem se preocupar com a roupa ou em esparramar material no chão. O acesso a um universo rico em texturas, cores, volumes e contrastes indica às crianças a possibilidade de transformação, de reutilização e de construção de elementos e formas. O conhecimento, nessa fase, se dá basicamente por meio da ação, da interação com os colegas e os adultos, da brincadeira, da imaginação e do faz de conta. Não se trata, portanto, de escolarizar as crianças tão cedo, mas de apoiá-las em seu desenvolvimento.